• Laura Gatica

Planejamento estratégico: pensar para agir

Atualizado: 5 de set.


Já pensou quanto tempo ganhamos quando planejamos antes de agir? Qual a importância do planejamento para guiar nossas ações e atingir nossas metas? Num mundo globalizado e em constante mudança e renovação, as pessoas vivem uma cultura do imediatismo, regada pela ansiedade e estresse. A urgência de cumprir metas e se tornar competitivo, pode nos levar a um erro muito comum: a falta de planejamento. Deixar de dedicar um tempo para pensar em nossas metas e nos passos para alcançá-las, nos afasta de resultados a longo prazo.

A preparação, organização e estruturação de um determinado objetivo em nível empresarial é o que chamamos de planejamento estratégico. Para Peter Drucker, o pai da Administração Moderna: “Planejamento de longo prazo não lida com decisões futuras, mas com um futuro de decisões presentes”. Logo, seu objetivo principal é definir uma direção para a empresa, antecipando riscos, analisando as consequências e diagnosticando oportunidades e melhorias.

O segredo de um bom planejamento está em sua fragmentação e adaptação à realidade. Desse modo, escolhemos 4 etapas gerais a serem seguidas:

1. Posicionamento e Propósito

Primeiramente é essencial definir a identidade da empresa, apoiada em 3 grandes pilares: missão, visão e valores. A construção dessas diretrizes organizacionais influenciará as decisões e atitudes da empresa, construindo a base dos objetivos almejados.

A missão se trata do propósito e da essência da organização, respondendo os questionamentos “Qual a missão do negócio?”, “Qual problema resolve?” e “Qual seu diferencial?”. Já a visão, de acordo com Oliveira (2007), está atrelada aos limites que podemos enxergar dentro de um período de tempo mais longo e uma abordagem mais ampla. Ou seja, é o sonho da empresa, onde se quer chegar. Ela se difere de uma meta pela abordagem mais ambiciosa e aspiracional, servindo assim, de motivação diária para o negócio manter constância de resultados. Finalmente os valores são os pilares para atingir a visão da empresa. Eles resumem o conjunto de princípios que sustentam as decisões, levando em conta a ética e visão da organização.

2. Objetivos, Metas e Indicadores

O segundo passo é a definição de objetivos estratégicos, tendo em mente a segmentação do macro para o micro. Cada objetivo grande pode ser dividido em objetivos táticos, que demandam planos de ação para serem concluídos. Primeiro definimos as metas globais para a empresa e direcionamos as metas das áreas para cada departamento. É recomendável que a definição dos objetivos siga o padrão SMART:

  • Specific: específico

  • Mensurable: mensurável

  • Attainable: atingível

  • Relevant: relevante

  • Time-Bound: tangível, baseado no tempo

Por fim, definimos os indicadores para acompanhar os resultados e como as metas estão nos encaminhando à situação desejada.

3. Apresentação e Compartilhamento

O terceiro passo envolve o compartilhamento de tudo o que foi estudado e definido para o restante da empresa. Difundir a cultura e planejamento para os funcionários da empresa é de extrema importância para o alinhamento do coletivo em volta de um objetivo central. Compartilhar valores e sonhos em comum cria um ambiente sinérgico e produtivo.

4. Execução e Acompanhamento

Chegou a hora de botar a mão na massa! Existem várias técnicas que auxiliam a executar o planejamento estratégico:

4. 1. Matriz GUT

Ferramenta indicada para definir prioridades, por meio da classificação dos problemas em uma escala de de 1 a 5 para os fatores gravidade, urgência e tendência. Aplicando esse conceito na execução do planejamento estratégico, a matriz GUT define a importância e prioridade de realização das ações contidas no planejamento.

4. 2. Planos de ação 5W2H

A metodologia 5W2H transforma a estratégia em plano de ação. Para aplicar essa ferramenta devemos levar em conta 7 questionamentos a definir e acompanhar:

  • What (o que): a tarefa a ser executada.

  • Why (por que): o sentido de executar tal tarefa.

  • When (quando): tempo de execução – começo, meio e fim.

  • Who (quem): responsáveis e envolvidos.

  • Where (onde): local.

  • How (como): métodos, passo a passo.

  • How Much (quanto): gastos envolvidos na execução da tarefa.


Agora que você já sabe a importância e a estrutura de um planejamento estratégico, mobilize a sua equipe para pensar e praticar os conceitos e métodos abordados. Como diz Peter Drucker “Planos são apenas boas intenções a menos que imediatamente se tornem trabalho duro”.


Para receber dicas e diversos outros conteúdos referentes ao que está se passando no mercado empresarial assine nossa Newsletter ou baixe um de nossos ebooks.


Caso queira potencializar os resultados de sua empresa ou então aprimorar algum processo interno, disponibilizamos também uma equipe de especialistas para uma reunião de diagnóstico gratuita. Entre em contato conosco através do e-mail contato@jreng.net ou então nos envie uma mensagem pelo WhatsApp (12) 3123-2249 para que possamos auxiliá-los nesta jornada. Aproveite o conteúdo!




170 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo