• Cezar Bertoncelo de Araujo

SCAMPER: Metodologia de inovação e criatividade



INTRODUÇÃO


Inovações e a criatividade apurada estão, cada vez mais, sendo habilidades procuradas e altamente requisitadas nos mais diversos âmbitos do mercado de trabalho. Já que, o profissional capaz de desenvolver métodos criativos para solução de problemas e aprimoramento da empresa, se destaca. Portanto, pensando em tornar o processo de geração de ideias e de ampliar a criatividade de maneira mais dinâmica e eficaz, o Scamper foi desenvolvido.



O QUE É O SCAMPER?


Criado por Bob Eberlee, durante o século XX, o scamper é uma ferramenta, responsável por expandir a geração de ideias, e por consequência, gerar pensamentos críticos e fora dos parâmetros triviais. O método Scamper está sendo uma das ferramentas mais utilizadas nas empresas com o intuito de potencializar a produção, os serviços e os processos. Logo, utilizar o Scamper é uma maneira de enxergar diversos horizontes a partir de situações vividas no dia a dia, fazendo com que aqueles que usem da ferramenta tenham abertura para expor suas ideias e pensamentos críticos, com criatividade, no trabalho e nos demais ambientes.

A sigla Scamper é composta pelas iniciais dos termos: Substituir, Combinar, Adaptar, Modificar, Procurar , Eliminar e Rearrumar. Cada um deles consiste em uma etapa do sistema e quando seguido cronologicamente resulta na inovação de resolução de problemas já existentes.



Conceitos técnicos!


Scamper é uma metodologia que incentiva a inovação e a criatividade, porém para sua aplicação precisamos criar um tipo de mapa mental, em que o mesmo deverá estar de uma forma clara as alterações que poderão ser feitas assim como o impacto das mesmas no fim do processo.

É aconselhável que tanto para a criação do mapa mental quanto para a utilização do scamper, seja realizado em equipe, para assim conseguirmos obter perspectivas diferentes em relação a essas variáveis do processo.

Porém para que a compreensão fique de forma mais clara é importante entrar em cada detalhe que compõem a sigla Scamper. Como abaixo:



Substituir


Dando início ao Scamper, a primeira ação se trata em substituir. Sendo assim, podemos repensar quais materiais utilizados durante o processo de fabricação ou serviços, poderão ser substituídos. Porém, além de pensar em componentes físicos, é possível substituir outras características, como processos, regras, locações visando assim a otimização do processo.


Combinar


A segunda etapa do scamper consiste em combinar. Para que isso ocorra, é importante combinar elementos de forma criativa e analítica, a fim de entender as possibilidade e agregar valor a um produto ou serviço um ao outro, estimulando a inovação, que pode ser uma maneira mais eficiente de oferecer ao cliente soluções mais completas e consequentemente aumentar a margem de lucro da empresa.


Adaptar


Após o combinar seguiremos para adaptar. Às vezes podemos não ter todos os recursos necessários para a execução, sendo assim, seria possível fazer alguma adaptação nesse processo, elemento ou serviço para que algo seja aproveitado disso? Como por exemplo, pensando em uma fábrica com diversas máquinas ativas, será que conseguimos utilizar alguma delas para produzir um novo produto, ao invés de ter gastos a mais com um nova?


Modificar


Como modificar podemos trazer um exemplo, pense em uma fábrica de calçados, que oferece apenas produtos ao público masculino, sendo assim apenas mudando o visual e a embalagem do produto, é possível criar uma nova linha para o público feminino.


Propor


Seguindo para a etapa de propor, temos que refletir se todo o potencial do seu produto ou serviço está sendo explorado, ou se é possível propor novos usos, que podem ser oferecidos? Às vezes a resposta vem do próprio público consumidor do produto ou serviço, portanto a necessidade de estudar esse público se torna essencial.


Eliminar


Após o estudo das etapas anteriores do Scamper, chega o momento em que iremos eliminar o produto, serviço, máquina ou até mesmo a etapa do processo, que não está trazendo resultados satisfatórios a organização, tendo como o objetivo simplificar o processo e tornando mais eficiente e assertivo.


Reorganizar


E por fim temos a última etapa dessa metodologia, em que precisamos reorganizar todas ideias geradas nas etapas anteriores do Scamper. Pois algo novo pode ser criado com este último passo. Analisar a cadeia produtiva e entender o impacto de cada um desses processos, visando a reorganização dos mesmos, sendo assim alguma delas pode promover uma melhoria no processo de fabricação da organização, ou até mesmo criar um produto novo.

Como usar o scamper?


O scamper pode ser uma ferramenta muito útil porém pode demandar tempo e dedicação para quem conduzi-la, pois depende do mesmo para passar por todas as etapas corretamente e obter variáveis assertivas do processo.


Para isso é essencial ter como ponta pé inicial o problema em que a organização esteja realmente enfrentando, sendo assim destrinchar esses problemas e utilizar a metodologia irá contribuir significativamente para melhorias efetivas no processo, produto, máquina, serviço e entre outros.


Assim incluir colaboradores diversificados e com níveis diferentes de formações para ser feita a utilização da ferramenta pode agregar muito ao projeto, trazendo assim novos pontos de vista benéficos ao processo, e consequentemente obter mais sucesso na resolução do problema.


Para receber dicas e diversos outros conteúdos referentes ao que está se passando no mercado empresarial assine nossa Newsletter ou baixe um de nossos ebooks.


Caso queira potencializar os resultados de sua empresa ou então aprimorar algum processo interno, disponibilizamos também uma equipe de especialistas para uma reunião de diagnóstico gratuita. Entre em contato conosco através do email contato@jreng.net ou então nos envie uma mensagem pelo WhatsApp (12) 3123-2249 para que possamos auxiliá-los nesta jornada.


15 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo